27 de jun de 2007

Sobre o futuro...

"Quando você chegar aos 25, o que fará?
Você acha que estará feliz ou vivo até lá?
O futuro é um mistério que só Jesus conhece.
O mundo rumo à destruição, e a tempestade desce.
Quando o tempo chega o que aprendemos pode ajudar.
Agora, e o que você faz é mentira ou verdade?
Se a vida é mesmo boa, quem sou eu pra lhe dizer?
O que eu vi você talvez não viu.
Mas, se olhar também vai ver.
Veja o sol brilhando nos olhos dos meus irmãos.
Somos alegres porque respiramos a vida.
Há amor aqui, somos jovens novamente.
Só queremos dizer que te amamos.
Somos estrangeiros, este mundo não é nosso lar.
Vamos para um lugar melhor.
Se quiser vir, tem lugar.
Não é loucura de ácidos nem tão pouco tradição.
Estamos construindo uma casa de oração.
E você tem que ser um menino para nos compreender.
Ser como criancinha.
Abrir os olhos e ver."


(25 anos - Complexo J)

Férias

Edição Audiovisual - 8,5
Direção de Fotografia - 9,0
Técnicas de Roteirização - 8,5
Direção de Arte - 9,5
Design Sonoro - 8,5
Memória e Documentação - 9,0

Agora só faltam três semestres, mais algumas noites em claro e alguns fios de cabelo a menos. Apesar de TODOS os pesares (totalmente pesarosos), estou animada.
E não faça essa cara de meu pai cujas rugas pronunciam palavra por palavra "por que não tirou 10?" Eu realmente quero me formar. E não quero. Sim, tudo ao mesmo tempo. Comigo tudo é sempre ao mesmo tempo. Se não é, os momentos se invertem. Aff, que doença.

Bofete

"Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos vossos senhores, não somente aos bons e moderados, mas também aos maus. Porque isto é agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, suporte tristezas, padecendo injustamente.
Pois, que glória é essa, se, quando cometeis pecado e sois por isso esbofeteados, sofreis com paciência? Mas se, quando fazeis o bem e sois afligidos, o sofreis com paciência, isso é agradável a Deus. Porque para isso fostes chamados, porquanto também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo, para que sigais as suas pisadas. Ele não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano; sendo injuriado, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente; levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. Porque éreis desgarrados, como ovelhas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas."

(1 Pedro 2:18-25)

Querido Diário

"O que eu sinto não ajo. O que ajo não penso. O que penso não sinto. Do que sei sou ignorante. Do que sinto não ignoro. Não me entendo e ajo como se me entendesse." (Clarice Lispector)

É como se tudo estivesse ao contrário. O que deveria acontecer depois antecede aquilo que deveria ser a causa, tornando-se em concluões precipitadas de assuntos desconhecidos por mim mesma. São expectativas que nascem do acaso. Estou confusa. Muito confusa. Pareço ser o que não sou? Sou aquilo que penso ser? Tento recusar aquilo que sou? Afinal, o que eu sou? Filha do Altíssimo. Mais do que o mundo espera de mim. Menos do que Ele quer que eu seja. Carrego mais expectativas do que experiências reais e este, definitivamente, não é o meu ponto de equilíbrio.